Tecnologia de Ponta: Cirurgias com a lente intraocular trifocal ZEISS

A consultora cirúrgica da empresa alemã CARL ZEISS MEDITEC, Sra. Thais Pereira esteve no H. OLHOS para acompanhar as cirurgias do Dr. Rogerio Sacramento com a lente intraocular trifocal para cirurgia de catarata de microincisão, a AT LISA Tri 839MP. É a primeira lente trifocal disponível no mercado brasileiro e que proporciona plena visão de perto, de longe e em distância intermediária, sem a necessidade de óculos.

A nova lente intraocular que possibilita enxergar melhor em qualquer longitude foi desenvolvida pela equipe da área de produtos e equipamentos médicos da ZEISS com o intuito de sanar a principal reclamação dos usuários de lentes bifocais, que é a dificuldade de visão em pontos intermediários entre perto e longe. “Diversas atividades de nossa rotina exigem enxergar bem em um alcance intermediário. Por isso, as lentes da família LISA vieram para permitir uma experiência visual bastante natural nos três focos”, explica Manfred Hanke, Diretor Geral da ZEISS no Brasil. Além da vantagem da visão intermediária, a LISA dispõe também de um aperfeiçoamento da distribuição de luz assimétrica, o que garante ao paciente um melhor desempenho visual em condições de baixa iluminação, inclusive à noite.

Indicada para a cirurgia de catarata, a lente intraocular trifocal é inserida aos olhos substituindo o cristalino opacificado – popularmente conhecido como catarata, e que impede a perfeita visão. A catarata é um processo natural do envelhecimento, mas que se não for tratada pode levar à cegueira. Ainda, o único tratamento disponível é a cirurgia e este procedimento é bastante simples, com riscos mínimos. A cirurgia de catarata consiste em fragmentar o cristalino doente, aspirá-lo através de uma pequena incisão, e, por esse mesmo pequeno corte, implantar a lente intraocular.

Toda lente é específica para cada paciente, contendo o grau exato necessário, seja para enxergar de perto ou de longe. E, agora com a nova lente trifocal, também será possível ajustar para uma visão intermediária mais apurada. “As pessoas que realizam a cirurgia de catarata querem desfrutar de uma boa visão em todos os momentos e nós conseguimos desenvolver uma lente que oferece a melhor percepção visual já alcançada”, garante o diretor geral da ZEISS no Brasil.

Essa visão intermediária é essencial, principalmente para aqueles que em sua rotina são cercados por aparelhos eletrônicos, sobretudo computadores e smartphones. É um avanço na saúde ocular de extrema importância para atender ao mundo moderno. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, o número de pessoas com mais de 50 anos que se conectam a internet com frequência por meio de computadores aumentou em 222,3% de 2005 a 2011. Essa faixa etária é justamente a mais atingida pela catarata. Portanto, nos dias de hoje, não basta mais ter apenas uma boa visão de perto ou de longe, os aparelhos eletrônicos já alcançaram todas as idades e a distância intermediária passou a ser fundamental.

Fonte: Grupo Máquina

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. *Campos obrigatórios